Líbano

 

Outrora considerada a Paris do Oriente, o Líbano desapareceu do mapa turístico com a eclosão da guerra civil, em 1975. Atualmente, está a ser consolidada a imagem de que não é apenas viável viajar para o Líbano, como também pode ser feito sem grandes complicações. O Líbano tem muitos incentivos dentro das suas humildes fronteiras: cidades antigas, relíquias do Império Romano, luxuosos centros de esqui, paisagens magníficas e exemplos da arquitetura islâmica. Também tem uma cultura complexa, e tal é a diversidade social e religiosa, como apoiantes da homogeneidade cultural de outras nações, que seria impossível evitar a instabilidade social. Infelizmente, neste caso, o Líbano deu-lhes a razão. Para os interessados em conhecer a história desta região e testemunhar como este país tenta superar a crise, torna-se o momento mais adequado para vistá-lo.

Nome oficial

República do Líbano

 

Regime Político

República parlamentarista

 

Superfície

10.452 km²

 

População

3.971.941 habitantes.

 

Capital

Beirute

 

Grupos Étnicos

A população do Líbano é composta por diversos grupos étnicos e religiosos: Muçulmanos (Xiitas e Sunitas), Cristãos (Maronitas, Ortodoxos Gregos, Melquitas Greco-católicos, Cristãos Armênios, Cristãos Assírios, Coptas), entre outras.

 

Língua

A língua oficial é o Árabe. O Inglês e o Francês também são falados por grande parte da população.

 

Religião

No total, o estado reconhece a existência de dezoito comunidades religiosas. 60% dos libaneses são Muçulmanos e 30% são Cristãos. Os restantes estão dividido entre as seitas Alauíta e Drusa e uma pequena comunidade judaica.

 

Informações Úteis

Guia do viajante

Que fazer

Leitura recomendada

Links

 

Destino operado pela:

Noticias

Oriente Médio

Um barco atrás de KEOPS

Oriente Médio

Eternamente ABU SIMBEL

Mapa


Fotos

retorno